domingo, 22 de dezembro de 2013

Parece mesmo real


O que já se faz hoje em dia!!!
Com estes novos programas informáticos conseguiram esticar o braço do Slimani de modo a parecer que este empurrou o central do Nacional...
Está perfeita esta montagem, parece mesmo que o gajo empurra...



segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Estádio do Algarve VAZIO

Foi triste ver ontem ver o Estádio do Algarve às moscas num jogo do BENFICA!

No entanto, representa na perfeição o estado de alma dos sócios e simpatizantes do nosso Benfica.
Descrença.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Europa

Custa dizer isto mas mais um ano e mais uma presença falhada na Liga dos Campeões.

Custa dizer isto mas em 4 presenças na Champions de JJ só por UMA vez passámos a fase de grupos.

Custa dizer isto mas o mestre da táctica ainda ontem se gabou que:  "não foi uma desilusão pois continuamos na Europa."

Tanta euforia com o pote 1 no sorteio e dá nisto...

Muitos podem dizer que com Jota Jota melhorámos muito na Europa (é verdade), mas na Europa dos pequeninos que é a Liga Europa, mas aí até o Sporting "morto" esteve a uns míseros minutos de chegar à final e o Braga chegou lá.

O 1º objectivo do Presidente falhou!! Qual será o 2º? Comprar a liga espanhola para a BenficaTV?

Pode ser pedir muito, mas preocupem-se é em ganhar o Campeonato e a Taça...

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Nem um Português para empatar com o Arouca

O Benfica recheado de Sérvios, Argentinos e Brasileiros, sem 1 único Português não consegue ganhar ao Arouca em casa.

Se me disserem, epah jogamos com Sérvios, Argentinos e Brasileiros mas damos 10 a 0 ao Arouca e aos outros Aroucas deste campeoanto. OK, era uma justificação.
Agora para não ganharmos ao Arouca, aliás para não termos ganho praticamente um único jogo à vontade, estejam quietos e metam a jogar os Portugueses que têm tanta ou mais qualidade que os demais.

Quem??

André Almeida, André Gomes, Ivan Cavaleiro e Bernardo Silva têm qualidade MAIS QUE SUFICIENTE para jogar neste Benfica.

Já agora, o Artur não tem estofo psicológico para jogar no Benfica.
Está sempre todo cagado na baliza, qualquer bola mais puxada é golo.
Não defende um resultado.

Estar atrás do Sporting nesta altura é uma autêntica vergonha.

Mas as negociatas devem estar a correr bem, que se foda o resto...

sábado, 7 de dezembro de 2013

O Benfica perdeu a tesão

(Este post contém linguagem grosseira mas que só assim o autor do mesmo consegue expressar o que lhe vai na alma)

Este plantel do Benfica em condições normais, e por condições normais já estou a retirar os 3 pontos perdidos no antro da corrupção e 6 ou 8 pontos roubados pelas arbitragens, TINHA DE SER CAMPEÃO!!!
Não me obriguem a comparar Markovic com Licá, Djuricic com Josué , Garay com Rojo ou Gaitan com Wilson Eduardo.Não me fodam.
Agora, ninguém pode, ou melhor, ninguém MERECE ser campeão quando não se consegue ganhar ao Belenenses e ao Arouca em casa.
Uma semana depois de o porto ter perdido um jogo, que levou milhões de Benfiquistas a festejar, não tivemos tesão para ganhar ao Arouca.
A verdade é esta, O BENFICA NÃO TEM TESÃO!
E uma equipa do Benfica sem tesão em Portugal ganha NADA, ZERO.
Sabem porquê??
Porque contra o Benfica ele vêm sempre para nos foder.
E o mais triste é que o Benfica, este Benfica de Jorge Jesus, já tem levado tanto, tanto, mas tanto no cu e mesmo assim continua a não aprender.
E quando assim é... vamos atrás ou empatados com uma equipa onde pontificam craques como Cedric, Mauricio ou Wilson Eduardo.

(Quando tiver mais calmo, e sim, esperei 24 horas a ver se a azia passava mas não passou, virei aqui pedir desculpa por este post e direi que merecemos ser campeões, e que sempre disse que iríamos ser campeões)


segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Está-lhes no sangue

Vamos lá analisar o que mais tem preocupado a nação desportiva, principalmente a nação leonina e alguns meios de comunicação social, acerca da mais gritante desigualdade praticada no presente Campeonato Nacional. Não, não falo dos golos em fora de jogo do Montero, nem sequer falo dos penalties inventados a favor do porto, falo como é óbvio dos orçamentos das equipas da 1a Liga.
Acreditando nesta fonte, Jornal de Negócios, o porto tem um orçamento de 90 milhões e o Benfica de 40.
Ou seja, o Benfica tem menos de metade do orçamento do porto para disputar as mesmas competições do porto, incluindo a Champions.
Já se ouviu alguém do Benfica falar em "orçamentos"?
Que eu saiba, não.
O Sporting tem um orçamento de 20 milhões, para uma equipa que joga SÓ as competições internas, tipo Vitória de Setúbal (1,1 Milhão).
Ou seja, para participar nas mesmas competições que o Vitória de Setúbal, o Sporting dispõem de 20 vezes mais ...
O Estoril, o Guimarães e o Paços de Ferreira que foram às competições europeias têm orçamentos na ordem dos 3 milhões de euros.
O Sporting, repito, para jogar o campeonato, taça da liga e taça de Portugal dispõe de 20 MILHÕES. 6 vezes mais que equipas que disputam competições europeias.
Afinal do que é que eles se queixam?
Pois...ninguém sabe, mas sendo o Sporting, queixam-se sempre de qualquer coisa.
Eles ADORAM este papel, o de vítima, está-lhes no sangue.


quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Fernando castigado 1 ano por agredir um árbitro nos SUB 20 do Brasil





Entretanto parece que ninguém sabe que Fernando já jogou pelos SUB 20 do Brasil e que foi castigado durante 1 ano por agredir um árbitro (ver minuto 5:19)


quinta-feira, 14 de novembro de 2013

3º golo do Benfica - LEGAL à luz das novas recomendações

O lance do 3º golo é o típico lance que se enquadra nas novas recomendações aos árbitros auxiliares.
Tentando explicar:
Supondo que o Tacuara se encontra em posição de fora de jogo aquando do cruzamento de Rúben Amorim, Rojo no centro da área tenta efectuar o corte, tocando na bola.
Ora este facto à luz das novas recomendações faz com que Cardozo passe a estar em jogo, repito, caso se encontrasse em fora de jogo, o que para mim não é certo.

As recomendações recebidas esta época dizem que caso um defesa tente jogar a bola, falhando o corte e que a bola vá para um jogador anteriormente em fora de jogo de posição este passa a estar em jogo. Esta situação deixa de ser válida caso o jogador em fora de jogo de posição esteja a menos de metro e meio do defesa, ou caso o árbitro auxiliar considere que o avançado tem uma acção que condiciona o defesa.

Como exemplo, os árbitros auxiliares dos quais tive formação, mostraram este vídeo.
Este lance hoje SERIA VALIDADO, pois o defesa do Chelsea tenta o corte fazendo com que a bola vá para Ribery que se encontrava em fora de jogo de posição mas que pela acção do defesa do Chelsea passa a estar em jogo.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Mais um Penalty em Guimarães, mais um que a sportv não percebeu

video

Penalty claro de Abdulay sobre Cardozo...
O que dizem os comentadores da Sportv?

"vamos ter muitas jogadas deste tipo"
"sai agarrado à perna direita, não sei se da forma como roda"

Não perceberam MAIS UMA VEZ um penalty clarissimo a favor do Benfica!!!

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Raiva

Raiva, o sentimento que me ocorre aquando do último apito do ladrão Hugo Miguel no Sporting - Benfica.

Como é possivel um plantel que conta com talentos como Markovic, Gaitan, Garay, Djuricic e Lima, por exemplo, fazer uma exibição tão cinzenta contra uma equipa de Wilson's Eduardos e companhias?!?!

É ridiculo de mais tanta teimosia de Jorge Jesus.

Ponto nº1, Salvio não se apresentava em condições minimas de jogar.

Ponto nº 2, o Benfica em jogos grandes TEM de jogar com 3 médios. FODASSE!!!!!
Matic, Enzo Perez e MAIS UM.
Quem?
Ruben Amorim, Gaitan, um gajo qualquer que tenha presença junto ao trinco adversário.

Ponto nº 3, Rodrigo NÃO DÁ. Decide mal DEMASIADAS vezes para jogar no Benfica.

Isto para falar só nas teimosias de Jorge Jesus, porque há muito mais merdas que me tiram do sério.

Digam lá ao Cortez que um fedelho como o anão martins NÃO PODE agredir um jogador do Benfica e não levar um calduço logo a seguir.
Por muitas falhas tecnico-tacticas que o Maxi cometa nada me dá prazer que o ver meter na ordem pseudo-craques que jogam do outro lado.
Quem joga no Benfica não se pode encolher NUNCA perante qualquer adversário!


quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Luisão, o mesmo de sempre!!!

É por esta, atitude do Luisão depois do golo, e por muitas outras que não tiro a foto aqui exposta neste blogue!!!

A memória é curta para muitos, para mim não...

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Não brinquem comigo

Será que sou eu que estou a ficar maluco, ou isto é das coisas mais estúpidas que eu alguma vez no Benfica?!

Um filho da puta que está farto de nos roubar entra-nos pela casa dentro para nos dar lições??

É por estas e outras que tais que cada vez mais me convenço que não vale mesmo a pena.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

A imagem do Benfica




O Benfica não se pode prestar a isto.

Esta imagem reflete aquilo que há muito venho a dizer neste Blogue. O problema do Benfica está precisamente em permitir que situações destas aconteçam.

Tem de haver uma estrutura profissional que OBRIGUE o treinador do Benfica a vestir de uma certa e determinada maneira e a ter um certo e determinado tipo de comportamento.

Enquanto ISTO acontecer no Benfica dá para perceber o nível de profissionalismo com que se gere o Futebol.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Desabafo

Luis Filipe Vieira, que muitos defendem, e que já fez certamente muito pelo Benfica, tem uma atitude que eu não me revejo enquanto Benfiquista.

Não vejo em LFV um querer e uma ambição condizente com a nossa Gloriosa Historia.
O querer ganhar e a ambição de ser Campeão Nacional época após época tem de ser apanágio do Presidente do Sport Lisboa e Benfica.
 E para LFV não é.
 Para LFV o que é importante é a Benfica TV, os negócios com clubes Brasileiros, os negócios com o Atlético de Madrid, com o Saragoça, etc, etc...
NEGÓCIOS,!!!

Politica desportiva, ganhar, ser campeão, não uma, não duas mas três vezes seguidas,  ZERO!!!

E para os Benfiquistas é isto que é importante!
O caso "defesa-esquerdo", o caso "Cardozo", juntando um já mais que previsivel caso "Matic" revela uma falta de planeamento desportivo assustador.

Jesus continua a mandar em tudo o que diz respeito ao Futebol, outro erro crasso.

Assim o Benfica até pode ganhar 1 campeoanto, mas ganha muito de vez em quando e quando ao porto correr tudo mal, o que é raro.

Ano após ano nada melhora.
Não se vê uma estrutura forte para o Futebol.
Negócios e mais negócios a cheirar a esturro por todos os lados.
Um Benfica sem espirito de vitória.
Um Benfica cada vez mais longe do meu ideal de Benfica.

Mesmo os próprios adeptos do Benfica andam completamente baralhados.
O caso do Cardozo põe a nu o estado da nação Benfiquista, está tudo fodido da mona.
Há um ano atrás cada vez que Cardozo tentava correr a uma bola era VAIADO em pleno Estádio da Luz, hoje em dia canta-se o nome do Paraguaio quando este não joga.

Pois, é muito dificil perceber o Benfica de hoje em dia.

O que fazer?
Não faço a minima ideia.

Só sei que cada vez mais me afasto do Benfica.


sexta-feira, 19 de julho de 2013

quinta-feira, 18 de julho de 2013

Oscar Tacuara Cardozo

É com muita pena que assistirei à saída do nosso Tacuara, se esta se vier a confirmar....

Nos muitos anos que leva já de Benfica, nomeadamente na era de Jorge Jesus, Tacuara evoluiu muito como jogador.
Hoje Cardozo é um ponta de lança de nível Europeu, é daqueles que a sua presença em campo pode valer um golo a qualquer instante.
Marca muito em jogos decisivos, premissa que eu considero essencial num ponta de lança de topo.
É um jogador de raça, com querer, à imagem do Benfica apesar do seu estilo muitas vezes não ser compreendido.
Também eu já tive as minhas zangas com o Tacuara, é um jogador que se não estiver bem fisicamente nota-se muito.
Mas já dei o braço a torcer, á para mim o melhor ponta de lança que vi no Benfica.
Quanto à questão disciplinar, foi realmente muito feio aquilo a que se assistiu, para mim não tanto a maneira como protestou com Jorge Jesus mas como apontou o dedo a um colega de equipa.
Porque para mim Jorge Jesus mete-se a jeito, um treindador que chama burro e ofende constantemente os jogadores mete-se a jeito de um dia, à semelhança do que aconteceu com Ruben Amorim e Cardozo, os jogadores responderem na mesma moeda.
Para seres respeitado tens de respeitar.
Para mim Cardozo era multado, vinha pedir desculpa publicamente a Jorge Jesus, André Almeida e aos Sócios do Benfica e sábado começava a fazer o que de melhor sabe: MARCAR ao sporting!!!

quarta-feira, 17 de julho de 2013

Markovic

Claramente tem algo diferente, assim como Gaitan.

Acelera fácil, percebe o espaço que o rodeia, decide bem e tem muita classe.

Claramente o Sérvio que me faz sonhar.

terça-feira, 16 de julho de 2013

O problema de ter Nico Gaitan...

... é que todos os Djuricics, Sulejmanis e Markovics desta vida me parecem "normais" quando comparados com o Nico.

Assim as pré-épocas deixam de ter graça!!!

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Os NÃO Portugueses no Benfica

Não me canso de falar nisto, a importância de haver portugueses no plantel e na equipa do Benfica. É essencial voltarmos a ter alguns mas que sejam opção.

Como vem sendo dito inumeras vezes o jogador português tem qualidade e o Benfica não pode e não deve perder a identidade que tem perdido em muitas outras coisas. Uma delas é os portugueses.

Muitos dizem que não têm qualidade e não servem mas não concordo.

Deixo aqui uma lista de 9 jogadores que são portugueses e de selecção, têm qualidade e não são inacessíveis aos cofres do nosso clube, pois se pagamos 10 milhões ou mais por estrangeiros sem a qualidade desejada também os devemos ter para portugueses. E acima de tudo alguns em posições que estamos necessitados e seriam uma mais valia.

Eduardo - Bom GR com qualidade para o Benfica

Nelson - Defesa direito, já jogou no Benfica e seria uma boa opção valida

Silvio - Defesa lateral, formado no Benfica com muita qualidade que faz as duas laterais

Eliseu - Defesa/Medio lateral, jogador em evidência em Espanha, com grande capacidade e muita disponibilidade para vir.

Luis Neto - Central, bom jogador, com 25 anos

Manuel Fernandes - Médio, formado no Benfica, saiu a mal mas com esta direcção temos inumeros casos desses que depois regressam como herois.

Miguel Veloso - Médio, tem qualidade mais que suficiente para jogar no Benfica

Danny - Avançado experiente e também uma mais valia a ter no plantel

Pizzi - Avançado jovem e com boa margem de progressão

Tudo isto sem contar com os que já estão no Benfica que muitos deles também têm qualidade e devem ser aposta.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Reformulação dos Quadros Competitivos

Ao que parece vai haver mudanças nos quadros dos nossos campeonatos.

Dando uma vista de olhos nas propostas há sem dúvida modelos para todos os gostos.

Deixo aqui as opções que foram faladas e divulgadas:

Modelo 1
16 clubes, 30 jornadas a duas voltas (igual ao que está)

Modelo 2
18 clubes, 34 jornadas a duas voltas

Modelo 3
12 clubes, 33 jornadas a 3 voltas

Modelo 4
12 clubes, 22 jornadas a duas voltas e Fase Final (6 clubes a duas voltas). Total, 32 jornadas

Modelo 5
16 clubes, 30 jornadas a duas voltas mais duas jornadas extra (uma no fim da 1ª volta e outra no fim do campeonato com os 8 últimos a receberem os 8 primeiros)

Modelo 6
16 clubes, Campeonato em duas Fases a uma volta com 2 Campeões, 1 de inverno e 1 de verão (por exemplo como acontece na Argentina). No fim das duas fases haveria o Playoff Final entre os 2 Campeões.

O que vos parece?

Sem dúvida algumas propostas interessantes mas acho que os clubes, principalmente os mais pequenos, são capaz de optar pelo modelo 2 por haver mais clubes na 1ª Liga.

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Futsal

Não brinquem comigo!

Com o orçamento que esta secção dispõe, fazer esta figura numa final diante o nosso histórico rival é de uma humilhação que me faltam as palavras para descrever o meu estado de espirito.

Então os homens precisavam de 2 vitórias e foram cagar a nossa casa sábado e domingo?!
Fodasse, mas o que é esta merda?

Jogamos 5x4 durante 4 minutos e nem uma oportunidade de golo clara criamos?

É de uma mediocridade esta equipa Super Profissional do Benfica que das duas uma ou se corre com aquela merda toda dali para fora ou se fecha esta secção.

Para mim é tão vergonhoso o que se passou nesta final que me deram um bilhete para ir ver o jogo de sábado e eu recusei. Domingo até pedi para não acenderem a TV só para não ver em directo à vergonha de ver uma Final jogada em nossa casa e a nossa equipa a ser completamente humilhada por um Sporting que joga com aqueles que o Benfica não quer.

Nota: Enquanto o Benfica disputava um Título Nacional frente ao rival de sempre, o nosso Presidente andava pelo Brasil. O deles estava no meio da Juve Leo.

 Nota 2: Onde fomos buscar este treinador???

terça-feira, 18 de junho de 2013

Não nos sabemos respeitar

A última época vai ser para ser recordada como a época em que o Benfica perdeu tudo nos últimos minutos.

É verdade, perdeu-se tudo o que se podia ganhar nos últimos minutos de cada uma das "Finais".
Mas o Futebol quando é justo e jogado apenas dentro das 4 linhas é assim mesmo, só perde quem tenta ganhar e o Benfica tentou ganhar.

Mas para mim, mais grave que essas derrotas foram e continuam a ser alguns erros que a Direcção do Benfica vai cometendo e que causam danos não só no actual Benfica mas também , e ainda mais importante, no IDEAL que é "Ser Benfica".

E isso, NÃO pode acontecer.

A equipa não ter assistido em pleno relvado à entrega da Taça à equipa do Vitória de Guimarães é o retrato ideal do que é o actual Benfica.
O actual Benfica não tem uma estrutura profissional que faça valer os ideais e os valores centenários da nossa Instituição.
Não há ninguém junto da equipa de Futebol com autoridade para dizer:
"Calma meninos que isto no Benfica há regras".
"No Benfica não se atiram medalhas para o chão quando não se ganha".
"No Benfica joga-se para ganhar e quando não se ganha respeita-se o vencedor".

Outra situação típica, que se vê semana após semana, de ver o Jesus a insultar os jogadores e a correr atrás dos jogadores para que estes no fim aplaudam o público é mais uma mostra do actual Benfica.
Não é o Jesus que tem de ter esse papel, o Jesus é treinador, o Jesus é dos que tem de ser chamado para ir aplaudir o público, não pode ser ele a ter esse papel.

E isto são apenas exemplos da actual (falta de) estrutura deste Benfica.
A Direcção tem de se fazer representar em cada  uma das equipas que envergam o  manto sagrado.
Cada equipa de qualquer modadildade do Sport Lisboa e Benfica deve-se reger por principios e ideais que respeitem a História do nosso Clube.
Não pode ser o treinador de cada equipa a definir o comportamento daqueles que envergam a nossa camisola.
O Benfica não se pode prestar ao amadorismo, à "carolice".
 Não é por acaso que as nossas equipas são cada vez mais assobiadas em cada campo, em cada pavilhão espalhado pelo nosso Portugal.
Não é por acaso que o anti-Benfiquismo a cada ano que passa é mais acentuado.

PAREM PARA PENSAR!!!

Para exigirmos o respeito dos outros, temos primeiro de nos respeitar a nós próprios.

Enquanto não houver uma estrutura forte, que consiga implementar ideais e os valores que respeitem a História do Benfica vamos continuar a ganhar campeonatos de 10 em 10 anos e apenas quando a nossa equipa for MUITO melhor que as outras.

A actual Direcção do Benfica não sabe defender a Gloriosa História do Benfica.
O que aconteceu nas últimas AG mostram tudo o que é NÃO "Ser Benfica". 
O constante atropelo à democracia nessas assembleias é dos actos que mais mancham a História do nosso Glorioso Clube.
Eu vi, ninguém me contou, os atletas do Boxe do Benfica a agredirem a soco sócios do nosso Clube.

Por isso digo, a importância de ter perdido (mais) um campeonato e (mais) uma Taça de Portugal não é nada quando comparada com estas faltas de respeito pela nossa Gloriosa História que nos fazem perder o direito de exigir respeito a um qualquer Valongo ou Correio da Manhã deste nosso Portugal.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Pior é impossivel

É impossível o Benfica conseguir andar para a frente.

De tiro no pé em tiro no pé continuamos alegres e contentes com os Stevens Vitórias desta vida.
(Steven Vitória foi um dos melhores em campo no jogo em que praticamente perdemos o campeonato nacional).

Quando eu aqui disse que o mal do Benfica não era Jorge Jesus mas sim a estrutura que apoia Jorge Jesus, estava longe de imaginar que a direcção do Benfica fizesse exactamente a pior coisa que poderia fazer, alargar o poder de Jorge Jesus.

Enquanto não se perceber que não são SÓ os jogadores e o treinador que ganham campeoanatos NÃO VAMOS LÁ.

É tão simples como isto.

O Benfica não pode estar NUNCA dependente de um treinador.

O Benfica tem de estar dependente de uma ESTRUTURA que ganhe com Jesus, que ganhe sem Jesus, que ganhe com Paulo Fonseca, que ganhe com Marco Silva e que comigo a treinador ficaria de caras em 2º lugar.

Isto SIM era estar a trabalhar bem, mas não.
O que se faz no Benfica?

Contrata Carraça, despde Carraça, Carraça fala mal do Benfica, volta-se a contratar Carraça e agora volta-se a despedir Carraça.

O que se vê aqui?
Um total desnorte.
Uma estrutura(?) não pensada.

Vê-se um Jorge Jesus que não tem de prestar contas a ninguém, que faz o que quer e que vê o seu poder ser reforçado após uma época em que ganhou ZERO.

Podiamos falar também no Paços de Ferreira - porto VS Benfica - Estoril, mas somos tão amadores quando comparados com o porto que até mete dó.

É tão gritante a diferença entre o QUERER \ TER de ganhar do porto em relação ao Benfica que até mete pena comparar uma coisa com a outra.

A conclusão só pode ser uma, a direcção do Benfica está-se completamente a CAGAR para o ganhar.
Objectivos da época, ir à Champions, vender bem os direitos da Benfica TV e vender a marca Benfica.

Assim vai o nosso Benfica!!!

P.S. A rábula de hoje com o comunicado sobre Rui Patricio e Coentrão com aquele texto e com o apagar do mesmo horas depois, mostra bem o nível que a estrutura do Benfica tem.

De leitura OBRIGATÓRIA!!!

Muito daquilo que penso está neste maravilhoso post.

Eternizar o Drama Muito Além dos 90 Minutos

De leitura OBRIGATÓRIA!!!

terça-feira, 11 de junho de 2013

Plantel

Será que não há um único jogador português com capacidade de jogar no Benfica?

Ou jogadores do nosso campeonato?

É verdade que a imprensa inventa muito mas, sinceramente, não vejo um único jogador português associado ao Benfica ou que poderemos adquirir e existem tantos e bons.

O jogador português tem muita qualidade mas pelos vistos esta direcção e equipa técnica não acham isso.

É IMPORTANTE haver portugueses no plantel que sejam opção e não apenas para encher lugares para a UEFA.

Nota: Já agora, relembro que nos falta um defesa esquerdo... Lembrem-se de Sílvio!

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Relação com imprensa

Uma das situações que gostava de ver melhorada no Benfica é a relação com a imprensa.

O Benfica tem de perceber de uma vez por todas que é a imprensa que precisa do Benfica, e cabe ao Benfica gerir essa situação.

Um exemplo muito recente, a semana que antecedeu o jogo do título foi por demais evidente toda a pressão que os meios de comunicação social puseram no Benfica.
Só se falava em Benfica, cada dia vinha um jogador do Benfica como capa de jornal.
Do porto, nem "ai".
Quando era o porto que precisava de ganhar o jogo.

O Benfica não se pode prestar a este tipo de situação.
O Benfica não pode permitir que a imprensa comece por inclinar o campo.
O Benfica não pode permitir que a imprensa passe a imagem que o Benfica é o clube dos fanfarrões e que os outros são os coitadinhos.
Não se pode passar a ideia constante que o Benfica quer todos os jogadores do Mundo e que depois há 1 que foi para o porto e lá foi o Benfica enganado novamente.

Todos os que acompanham o futebol português sabem do compadrio e dos favores que os diversos meios de comunicação social prestam ao porto.
Não é novidade para ninguém, basta ver a cobertura que se faz aos escândalos que fazem do porto campeão época após época.
Se o Benfica ganhasse este campeonato já se tinha feito passar a ideia que era o campeonato do capela, como foi o porto a ganhar passou-se a ideia de que o porto é mais forte e que foi o Jesus que perdeu o campeonato, enfim, o costume.

E depois o que vemos por parte do Benfica?
Entrevistas exclusivas aos órgãos de comunicação social que alimentam estas mentiras, e que de uma maneira ou de outra o Benfica sai sempre lesado.

Fosse eu a mandar e o Benfica começava a próxima época em Black Out.
E depois era ver o andar da carruagem.
Não falava para ninguém.
Jogadores proibidos de falar a quem quer que fosse.
Presidente, a este então punha-lhe uma mordaça.
Treinador, calado é poeta.
Flash interview, sim senhor, apresentavamos o Raul Jose e um jogador, para dizer apenas: 
"O jogo foi bom, com duas partes, uma melhor que a outra e no fim ganhou o Benfica".

O Benfica não pode continuar a ser o ganha pão desses filhos da puta, quando eles sabem o que se passa no futebol português, quando eles sabem o que se passa nos bastidores daquele antro de corrupção, quando eles têm jornalistas como um bernardino barros ou um hugo gilberto infiltrados em órgãos de comunicação públicos.

O BENFICA NÃO PODE CONTINUAR A PACTUAR COM ISTO!!!

terça-feira, 4 de junho de 2013

Fazer o que tinha de ser feito

E fez-se o que tinha de ser feito, RENOVOU-SE COM JESUS!!!
Estou certo que não é por Jesus que o Benfica deixa de ganhar.
Estou certo que se a Direcção o trabalho fizer o seu trabalho, e à Direcção do Benfica exigi-se muito mais que o de pagar a tempo e horas, o Benfica ficará muito mais próximo de ser Campeão.

Jesus é um treinador de top, já aqui escrevi que não concordo com tudo o que faz, e para mim digo-o mais uma vez, se o Benfica quiser ter aspirações ao nível da Champions e ser Campeão Nacional tem de uma vez por todas arranjar um modelo de jogo que se adapte a essas exigências.
E esse modelo de jogo tem ser "O" modelo de jogo do Benfica ao longo da época e não um recurso para os "jogos dificeis".

De resto, tudo o que Jesus dá em termos de organização, de pormenor e de rentabilização de cada jogador não haverá em todo o Mundo muitos treinadores como ele.

Renovaram e fizeram bem!!!

Não se esqueçam que O BENFICA NÃO TEM DEFESA ESQUERDO!!!

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Para ti Luis - Parte II

Mais uma vez não estiveste presente!!!

A verdade é esta!!!

Deverias ter estado no dragão caixa, rodeado da equipa de pugilismo do Benfica, como andas sempre.
A dar a cara, a dizer que o Benfica está unido, a mostrar que o Benfica pode ir a todo e qualquer recinto para ganhar, a fazer acreditar que o Presidente do Benfica não tem medo de nada nem de ninguém.
Apareceres no Estádio da Luz quando a equipa de Hóquei já tinha conquistado a Taça é para mim demasiado ridiculo.

Deverias ter estado junto daqueles 60 ou 70 adeptos que mais uma vez deram o corpo ao manifesto pelo Benfica.

E tu Luis, onde é que estiveste durante a tarde??

Pó caralho, numa altura destas devias ter lá estado, ainda para mais quando os nossos Juvenis foram agredidos durante a manhã naquele antro de corrupção.

Vê lá se aprendes de uma vez por todas quando e onde deves aparecer.

Aparecer quando a Taça já está no papo é fácil.
Demasiado fácil!!!

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Para ti Luis

Luis Filipe Vieira deixou já uma marca significativa no Sport Lisboa e Benfica.

Muito tem feito pela "marca" Benfica.
O Benfica é hoje uma "marca" MUITO MAIS forte que há 10 anos atrás. 
Não tem sequer comparação.
O Benfica tem hoje um plantel MUITO MAIS forte que há 10 anos atrás. 
Não tem sequer comparação.

No entanto, o Benfica NÃO TEM hoje MUITO MAIS títulos que há 10 anos atrás.
Estamos mais perto de o conseguir?
Estou certo que sim.

O que falta então para o conseguir?
E é aqui que eu acho que Luís Filipe Vieira continua a falhar.
Ao que parece no jogo com o Estoril, Vieira estava no Brasil.
NÃO PODE.
No jogo com o Estoril, o jogo que se o Benfica ganhasse dava passo e meio para o título, Vieira TINHA DE ESTAR COM A EQUIPA.
Dirão os mais cépticos que Vieira não joga, que não era por Vieira estar ou não presente que o resultado seria diferente.
Direi eu  que não sei.
Direi eu que nem sequer me interessa.
Mas direi eu gostava de ter vistoVieira junto da equipa, ter visto Vieira se possível no banco de suplentes, ter visto Vieira no relvado antes do jogo começar a dar um sinal que sim, que estava presente e que AQUELE ERA O JOGO, aquele era o jogo que podia ter mudado o rumo da hegemonia do porto.

Porque um líder, e Vieira tem de uma vez por todas de se assumir como tal e não Jesus, tem de aparecer nessas horas.

Não só por isto, mas também por isto, acho que continua a falhar, e muito mais que o Jesus e os jogadores.
Acho que o Benfica não é hoje a melhor equipa Portuguesa, a equipa com mais títulos dos últimos anos porque ainda falha e muito nos momentos decisivos.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Para ti Jorge

Nunca é demais repetir que para mim Jorge Jesus é claramente o melhor treinador que eu vi no Benfica.

Dito isto, Jesus comete para mim um grande erro na escolha do modelo de jogo para o Benfica.
O 4-4-2 da 1a época, com 2 alas em que 1 era Ramires, e em que o 2º avançado era um Saviola motivado e com uma grande leitura onde e como jogar entre linhas entrou a matar, ainda assim e se nos lembrarmos dos "jogos a doer"(porto no dragão, Braga na pedreira,Alvalade e em Liverpool)  dessa época não foram famosos.

Jesus continua a apostar neste esquema, agora com um Super Matic e um Super Enzo Perez, sendo estes os 2 jogadores basilares deste modelo de jogo.

E aqui residem para mim 2 problemas.
O primeiro é que com este modelo de jogo não há no Benfica quem consiga substituir quer Matic quer Enzo. 
Mais, temos ainda jogadores como Carlos Martins e Pablo Aimar sem qualquer espaço para jogar neste sistema.
Carlos Martins é jogador de SelecçãoNacional, se está no Benfica tem de ser uma mais valia.
O Carlos foi crucificado com o Estoril, mas para mim foi mais vítima que culpado.
Porquê?
Porque o Carlos tentou a todo o custo fazer de Enzo, e jogou o jogo todo em sofreguidão, tentando fazer mais que aquilo que podia.
Resultado, ao ver o Campeonato a ir pelo cano abaixo com o Estoril e sendo o Carlos daqueles que gosta de ganhar, cometeu um erro. 
Mas para mim, o erro maior foi de Jesus, que não percebeu que o Carlos não é o Enzo, com a agravante de a equipa estar morta, e haver pouca entreajuda nesse jogo.
Pablo Aimar não pode ser a nova foca do Benfica, que entra, faz uns malabarismos e a malta aplaude. 
O Benfica de hoje não se pode prestar a isto. 
Ou Aimar está bem fisicamente e é uma mais valia ou tem de ir embora. Mas para Aimar jogar, a equipa tem de ser construida em volta de Aimar, para tirar tudo o que o Mago ainda tem para dar.

O segundo problema, é que jogando 80% dos jogos neste sistema,chega aos "jogos a doer" e tem de mudar, porque Jesus já percebeu que com equipas fortes não pode jogar com apenas 2 jogadores no meio,jogando ainda com 2 alas. 
E ao mudar descaracteriza a equipa, e uma equipa descaracterizada em jogos imporantes está mais perto do insucesso que do sucesso.

Se eu fosse Jorge Jesus e ficasse no Benfica só tinha um caminho a seguir, preparar um modelo de jogo onde fosse mais fácil fazer permutas de jogadores, e um modelo de jogo virado para ganhar ao....porto.
Sim, temos claramente de começar a pensar assim.
Nós Benfica, temos de ter uma identidade ao longo de toda a época, e uma identidade que a qualquer momento possa ir jogar ao dragão, ou a Alvalade, ou a qualquer equipa da Champions para GANHAR.

Se assim for e com tudo o que Jesus sabe de Futebol não tenho dúvidas que estaremos muito mais perto do sucesso!!!


quarta-feira, 29 de maio de 2013

Vamos então a números

Para aqueles que usam os números para justificar esta como época miserável, com 0 títulos, vamos lá então a números.

Considerando títulos como Campeonato Nacional, Taça de Portugal e Competições Europeias.
O Benfica nos últimos 20 anos, desde 1992/93, acabou 14 épocas com 0 títulos.
Excepções:
1992/93 - Taça de Portugal
1993/94 - Campeonato Nacional
1995/96 - Taça de Portugal
2003/04 - Taça de Portugal
2004/05 - Campeonato Nacional
2009/10 - Campeonato Nacional

É realmente uma vergonha para o Benfica dos últimos 20 anos esta época, bom bom foram as outras 17 em que ficavamos a mais de 20 pontos do 1º classificado.

Use-se a cabeça, o Sporting por ter vergonha de ficar em 2º acaba agora em 7º.

Não digo claramente que Jesus tem condições para continuar, mas pensem bem antes de se poder cometer um erro que nos enterre ainda mais.

Ganhar sem ir a Finais

Muita malta do Benfica pensa que mudando de treinador para o ano o Benfica vai passar a ganhar sem jogar as Finais.

Dificil de perceber? Eu tento explicar...

Na próxima época imaginemos que o Benfica chega a uma Final qualquer, que se analisarem os últimos largos anos é coisa rara, mas que o Benfica de Jesus conseguiu esta época chegar a 3. 
Chegando a essa Final, o Benfica vai ter de a jogar e vai ter de a ganhar.
Não pensem que não estando Jesus no banco de suplentes que entregarão logo a Taça ao Benfica...

O Bayern de Munique a época passada PERDEU TUDO.
O Bayern de Munique esta época GANHOU TUDO.
O Bayern de Munique entre GANHAR TUDO e PERDER TUDO não mudou de treinador.

Ninguém ficou mais fodido que eu no jogo do dragão.
Mas vejamos o Super Jesus do 1º ano de Benfica versus o Mal Amado Jesus desta época.
Ambos os "Jesuses" precisavam apenas do empate no jogo do dragão para ser Campeão!
O Super Jesus com  mais um jogador, Fucile tinha sido expulso, perdeu 3-1contra um porto que estava a mais de 10 pontos do Benfica.
O Mal Amado Jesus tem o jogo controladissimo e perde 2-1 no último remate do jogo.
Quem teve melhor?
O Super Jesus ou o Mal Amado Jesus?
Pois para mim apesar de não termos sido campeões esta época o trabalho de Jesus esta época foi muito melhor.

Digo e repito, esta foi a melhor época de Jesus no Benfica, tivemos em todas, não ganhamos é certo, mas analisar uma época, é muito mais que chegar ao fim e ver o que se ganhou.
Tem de se perceber porque não se ganhou, e estou mais que certo que a culpa não pode ser apenas de Jorge Jesus.
Esse tipo de análise é para o comum adepto, para quem dirige e tem responsabilidade é muito mais que isso.

terça-feira, 28 de maio de 2013

A opção certa

Se eu fosse Presidente do Benfica nesta altura a primeira coisa que faria era falar com Luisão, Cardozo, Maxi Pereira, Aimar, Paulo Lopes, Shéu e Pietra e tentava perceber que condições teria Jesus para continuar.

Sim, porque os capitães de equipa juntamente com Paulo Lopes, que conhecendo eu o Paulo Lopes sei do Benfiquismo e da maturidade que ele tem no balneário, e as duas figuras que ligam o plantel à gloriosa história do clube são quem melhor sente se Jorge Jesus tem ou não condições para continuar.

Enquanto adepto e conhecendo os adeptos do Benfica embora me custe muito dizer isto, Jesus NÃO tem condições para continuar.
Porquê?

Porque para a época que vem, imaginando o melhor dos cenários que seria estar em 1º só com vitórias no fim de Março, não haveria Benfiquista algum confiante no sucesso final. Ou seja, o tipico discurso seria o de "vamos perder tudo no fim novamente, o Jesus é uma merda que perde tudo no fim".

E isto no melhor dos cenários.... penso que todos sabemos o que aconteceria se Jesus perdesse 2 jogos até Dezembro.

Cabe ao Presidente e à SAD analisar este processo convenientemente, com seriedade e PEÇO que esta decisão seja tomada em consciência e não com base no medo de que Jesus possa ir para o porto.
Isso é uma tolice de todo o tamanho.

Enquanto adepto, se me perguntarem uma opinião sobre o próximo treinador do Benfica, só tenho um nome: PAULO FONSECA, com muita pena do que aconteceu na Final da Taça, porque continuo a pensar que melhor que Jesus há muito pouco.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Simples

Podem não gostar dele mas são as declarações mais certas que alguém, inteligente e que conhece como as coisas funcionam em Portugal, fez, José Veiga.

"O Benfica precisa de uma estrutura que conheça os meandros do futebol".

"O problema não é do treinador, mesmo não tendo ganho nada. O problema do Benfica continua a estar na estrutura. Enquanto não tiver uma estrutura forte, o Benfica não vai conseguir de maneira nenhuma ganhar títulos. Nos próximos anos vai acontecer o que tem acontecido: culpar os árbitros".

"Os adeptos não têm que se saber o que se passa dentro do Benfica, nem saber como se gere um clube ou um departamento de futebol.".

"Enquanto o Benfica não tiver uma estrutura forte, organizada e coesa, com conhecimento profundo dos meandros futebol, não vai ganhar".

"Os mandatos são para cumprir. Ao cabo de 12 anos no Benfica, já deveria ter tirado essas ilações e tomado as melhores medidas".

"O problema é de base, não é de treinadores nem de jogadores. Tivemos o melhor plantel, Jesus pôs a equipa a dar espetáculo mas falta uma estrutura por trás que suporte o seu trabalho".

"O presidente achou melhor ir para o Brasil passear do que estar concentrado no jogo com o Estoril... Quando se está a lutar por um título tem de se estar concentrado, desde o presidente aos jogadores. Este presidente achou que era melhor ir para o Brasil do que assistir ao jogo. Agora, na última semana, foi para a feira das vaidades, em Londres, em vez de preparar a final da Taça".

O que me deixa realmente preocupado

Não é se Jesus fica ou sai do Benfica...

Não é se o Benfica vende ou não vende jogadores...

O que me deixa mesmo, mas mesmo MUITO PREOCUPADO, é...

Ver que o Benfica MAIS FORTE que eu me lembro não consegue ser Campeão Nacional contra um porto que tem um plantel de 13 / 14 jogadores.

Ver que o Benfica MAIS FORTE que eu me lembro não conseguiu ser Campeão Nacional porque não conseguiu ganhar ao Estoril em casa e não conseguiu não perder em casa de uma equipa que tinha no banco para virar um resultado e ser campeão jogadores como Castro, Kelvin e Liedson.

Ver que o Benfica MAIS FORTE que eu me lembro não conseguiu ganhar uma Taça de Portugal ao 9º classificado do nosso Campeonato, uma equipa que acabou atrás do Sporting.

Se com este Benfica não ganhamos o campeonato a um porto do vitor pereira que teve à sua disposição 14 jogadores ao longo de toda a época, QUANDO E COMO É QUE SEREMOS CAMPEÕES????

Para o ano o porto já perdeu 2 dos seus melhores jogadores, veremos ainda se não perde também o Jackson, veremos também se não muda de treinador, pode ser um ano decisivo para o Benfica começar a acabar com o ciclo do porto.

É imperial manter a calma, e tomar as melhores decisões, com base na razão e não no coração.

A fragilidade da Direcção espelhada na continuidade de Jesus

Quanto a mim a tão falada continuidade de Jesus mostra o quão frágil é ainda o Benfica.

Um Benfica forte, com uma estrutura forte NUNCA pode depender de um treinador.

O treinador do Benfica tem de ser capaz, como é óbvio, mas NUNCA pode ser a chave para o sucesso / insucesso de clube.

Tenho de pegar mais uma vez num exemplo, do porto, sem dúvida alguma a estrutura mais forte do Futebol Mundial, na época em que perdeu Vilas Boas a 15 dias de começar a época.
Resultado?
Foi campeão nas duas épocas seguintes.
Porquê?
Porque tem uma estrutura forte.
Porque controla a arbitragem.
Porque controla ... até algumas equipas.

O que se passa no Benfica?
Dá a ideia que se Jorge Jesus sair o Benfica acaba. E isto NUNCA pode acontecer.

Aliás, penso que um dos erros do actual Benfica é Jesus não ter ninguém com mão nele.
Jorge Jesus é de longe o treinador mais competente que vi no Benfica, agora a sensação que me dá é que Jesus põe e dispõe e não tem de prestar contas a ninguém.
E isto NÃO pode acontecer.

O caso do defesa-esquerdo é sintomático.
No alto da sua cagança veio dizer que ia fazer de Melgarejo o defesa esquerdo do Benfica.
O que aconteceu?
Na altura decisiva da época meteu o seu Melgarejo no banco e apostou em André Almeida.
ALGUÉM tem de perguntar a Jesus o que é feito afinal de Melgarejo, o seu defesa esquerdo.
E não, pelo que me apercebo ninguém pergunta o que quer que seja a Jesus...com medo de o ofender e que ele se vá embora.
O Benfica foi, é e será SEMPRE o Benfica.

Com isto não quero dizer que seja a favor da saida de Jorge Jesus.
Por mim, o problema não está em Jorge Jesus, está na fraco acompanhamento por parte da Direcção.

Temos de ter uma Direcção mais forte, presente, que faça de cada jogo uma final, que faça de cada final uma final para ganhar...

Temos de ter uma Direcção que ganhasse o jogo ao Estoril em casa até com os Juniores... e não uma direcção em que nessa semana tenha tido o seu Presidente no Brasil a tratar de negócios pessoais.

Enquanto assim não for continuaremos a ganhar de 10 em 10 anos...

E agora?

Sinceramente... não sei.

Penso que o grupo de trabalho, mais que ninguém, pode dizer se quer ou não a continuação de Jota Jota. Nota-se muita saturação por parte do plantel para com o treinador mas isso não é de agora.

Relativamente à época, acabamos com 0 títulos mas, por favor, não me venham com a história de "estamos no pote 1 da Champions". Então o Benfica que nos últimos 20 anos ganhou 2 campeonatos ainda fala em Champions... Por favor, temos é que ganhar ganhar ganhar Campeonatos e inúmeros títulos em Portugal. Isso é que é mais importante para já.

Já foi referido aqui no blog o que temos que fazer e mudar para ter a consistencia necessária e ganhar mais vezes, muitas vezes. No Benfica a vontade de vencer é nula por parte da estrutura e assim não há milagres para ninguém...

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Leonor Pinhão

"91 minutos à Benfica"
Tenho dado por mim a pensar com alguma frequência numa certa coisa. Precisamente nisto: no futuro, mais ou menos próximo e traga ele o que trouxer, como recordarão benfiquistas esta época de 2012/2013? 
Calma. Escusam de me vir lembrar, pressurosamente, que ainda falta a final da Taça de Portugal. Eu sei. É já no próximo domingo à tarde no Jamor, como manda a tradição. 
O Benfica vai jogar a sua última final da época com o Vitória de Guimarães de Rui Vitória. Só dizer isto, “o Vitória de Guimarães de Rui Vitória” é, podem crer, expressão franca de elogio ao trabalho de um treinador que fez renascer a alma vimaranense para as emoções maiores do futebol.
Para cúmulo chama-se, ele próprio, Vitória de apelido. 
Nos momentos de maior pessimismo que, inevitavelmente, se seguiram e se continuam a seguir aos injustos desaires no campeonato nacional e na Liga Europa tem havido ocasiões em que até o apelido do treinador do Vitória de Guimarães me causa, confesso, calafrios. 
E nem é preciso dar grandes largas à imaginação. Basta só deitar-me a imaginar o dia seguinte, em caso de vitória do Vitória de Rui Vitória, e as grandes parangonas nas primeiras páginas dos jornais com VITÓRIA & VITÓRIA em letras garrafais sobre um fundo de festivos papelotes brancos e pretos, as cores de Guimarães no que ao futebol diz respeito. 
Esqueçamo-nos por momentos da final da Taça de Portugal. Até porque já sabemos o que nos espera. Se o Benfica a ganhar, como espero que aconteça, com todo o respeito pelo Vitória de Guimarães, os nossos rivais vão imediatamente desvalorizar o troféu porque é do seu interesse acentuar e pôr toda a tónica na desdita que nos caiu em cima nos jogos com o Estoril, com o FC Porto e com o Chelsea (por esta ordem). 
Se o Benfica ganhar a Taça de Portugal, coitada da Taça de Portugal, lá se vão os pergaminhos da vetusta competição que, na retórica, passa a ter menos importância do que a Taça da Liga num abrir e fechar de olhos. A acontecer, não se enervem benfiquistas. Seria precisamente o que faríamos, sem dó nem piedade, aos nossos rivais passassem eles por semelhantes tormentos. 
Se o Vitória de Guimarães sair vencedor do Jamor, também já sabem o que nos espera, não é verdade? A Taça de Portugal é promovida a Liga dos Campeões. E nós bem tramados com o que vamos ter de ouvir. 
 
São estas razões mais do que suficientes para deixar de lado, e já não era sem tempo, a questão da Taça de Portugal – que seja uma festa, um grande jogo e que vença quem for melhor! – e voltarmos ao assunto do início. 
No futuro, venha o que vier, como recordarão benfiquistas esta época de 2012/2013?
O 92 virá inapelavelmente à colação. O Benfica perdeu o campeonato nacional ao minuto 92 no Porto e perdeu um título europeu que persegue há mais de meio século ao minuto 92 na Arena de Amesterdão. Por não trazer qualquer espécie de novidade nem acrescento de monta a esta conversa, nem é preciso grande demora a elogiar todo o saber estar dos nossos adeptos nestas horas más. Foram maravilhosos. Já se sabia.
Aliás quanto mais o Benfica é do Benfica e quanto mais está entregue ao Benfica, melhor é o Benfica. Isto também já se sabia mas convém sempre recordar. 
E de árbitros? O que dirão, no futuro, os benfiquistas dos árbitros de 2012/2013? Julgo que, por exemplo e para variar, Pedro Proença vai passar incólume. Deve agradece-lo e muito a James Rodriguez que, já perto do fim do clássico no Porto, falhou escandalosamente no frente-a-frente com Artur depois de uma arrancada em posição, convenhamos, de flagrante irregularidade. 
Poderão, porventura, referir-se, no futuro, a este título do FC Porto como o do “ano das cinco mãos” ou, de forma mais personalizada, como “o campeonato do Hugo Miguel”. Mas para quê? No futuro, benfiquistas, não percam tempo com essas coisas que só nos ficam mal porque esse continuado lamento até nos passa um atestado de incompetência (crónica). 
Hugo Miguel é um árbitro como outro qualquer. Tem dias bons e tem dias maus. De acordo com um antigo balanço feito pelo “Público” ao processo de corrupção que abalou o nosso futebol, Hugo Miguel foi um dos árbitros sobre os quais caíram vagos indícios dourados mas “a situação acabou por ser arquivada porque a má qualidade de som da escuta” impediu que a matéria em causa pudesse “ser analisada pela equipa de peritos”. 
Irrelevâncias. E dal forma irrelevantes que não impediram o árbitro em causa de vir a ser promovido à primeira categoria. Há coisa de um ano, Vítor Pereira, o presidente dos árbitros, não o treinador do FC Porto, afirmou numa entrevista que “esta geração de árbitros já não é a dos quinhentinhos”. Tem toda a razão. Não é mesmo. 
No entanto, ainda é de forma substancial a geração do apito dourado. Tenho para mim, por ser supersticiosa, que enquanto esta geração de árbitros contemporânea do apito dourado se mantiver de pé até ao último homem, o Benfica só ganha um campeonato de cinco em cinco anos. Oxalá me engane.
 
Tenho, no entanto, por certo que os benfiquistas recordarão, no futuro próximo e no distante, que a época de 2012/2013 coincidiu com a passagem pelo Benfica de um jogador sérvio absolutamente notável chamado Matic. Tivesse o Benfica sobrevivido ao minuto 92 no Porto, posso garantir que estaria agora a escrever que este tinha sido o “campeonato do Matic”. 
Como não sobreviveu, vejo-me forçada a escrever, com muita pena, que este foi decididamente “o campeonato do Kelvin”, pela importância astronómica dos golos do jovem brasileiro nos jogos contra o Sporting de Braga e contra o Benfica. Antes isto do que passar os próximos meses a chorar “o campeonato do Hugo Miguel”. 
Os benfiquistas mais inclinados para as questões prementes da equipa de futebol – e julgo que serão todos – recordarão esta época como aquela em que o Benfica não colmatou minimamente as inevitáveis vendas de Javi Garcia e de Axel Witsel e entregou durante o ano inteiro o trabalho no “miolo” a dois homens – ao tal Matic e ao “adaptado” Enzo Pérez. 
Ambos deram tudo o que tinham e também o que não tinham. Obrigada. Mas sempre que foi preciso ir buscar ao banco gente para os substituir, a coisa correu mal porque nem Carlos Martins nem Pablo Aimar alguma vez se mostraram em condições de estar ao nível da primeira linha. 
Muitos recordarão assim esta época em que o Benfica jogou com autoridade e brilho durante meses a fio mas em que viria a claudicar nos momentos decisivos porque a sua segunda linha, quando foi chamada, ficou muito longe da primeira linha por razões que saltaram à vista. E nem percam tempo a apontar o dedo a Roderick no golo de Kelvin nem a Jardel no golo de Inanovic. Não é com estas coisas que se deve perder tempo.
Quanto ao passado, estamos conversados. 
Quanto ao futuro, ninguém o conhece, excepção feita ao bruxo de Fafe. Mas dá-me ideia de que o bruxo de Fafe está comprado porque apita sempre para o mesmo lado.
Sei, no entanto, como gostaria de recordar, daqui a alguns anos, esta época do Benfica.  
Assim:
Como a última época antes da grande viragem, a época em que se estreou André Almeida como titular, a época em que se aprendeu que são dispensáveis conferências de imprensa a dizer mal dos árbitros quando o Benfica até seguia na liderança com 4 pontos de avanço a poucas jornadas do fim e depois da Capelada do derby, a época em que os nossos adoráveis adeptos confortaram os nossos jogadores nas horas de infortúnio, a época em que, depois de tanta lágrima, o presidente renovou o contrato com o treinador porque sabia que estava no caminho certo. E o tempo deu-lhe razão.
E já faltou mais tempo. Este ano estivemos perto. Depois de uma longa caminhada já chegámos ao patamar dos 91 minutos à Benfica. Penso que com mais 2 ou 3 minutinhos dá-se a volta à coisa e não tarda." in A Bola

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Para que ninguém diga que não se avisou





O BENFICA PRECISA DE UM DEFESA ESQUERDO !!!!!



O que nos falta para ganhar, ponto por ponto (para ser mais fácil perceber)

Ponto nº 1 - Temos de identificar claramente o porto como alvo a abater.

Ponto nº 2 - Para lhes ganharmos temos de pelo menos iagular o nível de tesão.

Ponto nº 3 - Temos de ter gente no Benfica a trabalhar e a pensar Benfica, 25 horas por dia, 24 não chegam, inventem mais uma hora.

Ponto nº 4 - Temos de ter gente na estrutura do Benfica que pense assim, "O Estoril fodeu-nos o campeonato... Só se não pudermos é que não os mandamos para a II Liga, mas com eles a saberem que fomos nós Benfica que os fodeu"

Ponto nº 5 - Temos de ter gente na estrutura do Benfica que pense assim, "O Nacional não joga com os melhores jogadores contra o porto e entregam o jogo? Estes filhos da puta quando vierem à luz equipam-se na garagem,e o filha da puta do presidente rui alves vai ver o jogo no meio dos No Name..."

Ponto nº 6- Temos de ter gente na estrutura do Benfica que pense assim, "Os Adeptos do Benfica em braga são presseguidos e o Benfica enxovalhado quando perde em Braga?? Estes filhos da puta quando vierem à luz equipam-se na garagem,e o filha da puta do presidente salvador vai ver o jogo no meio dos No Name..."

Ponto nº 7 -Temos de ter gente na estrutura que saiba o nome de todos os árbitros,que saiba como são decididas as subidas e descidas dos árbitros de 2a e 3a categoria.

Ponto nº 8 - Temos de ter gente na estrutura que faça ver aos árbitros de 2a e 3a categoria que o Benfica os ajudou a chegar à 1a Categoria.

Ponto nº 9 - Temos de ter gente na estrutura que segure pelo menos os árbitros de Lisboa.Não podemos ter Pedro Proença e Hugo Miguel, ambos de Lisboa, na mão do porto.INADMISSIVEL.

Ponto nº10 - Temos de ter uma politica de empréstimo que nos facilite nos jogos com algumas equipas.

Ponto nº 11 - Temos de ter empresários que metam jogadores em equipas a mando do Benfica.Não é por acaso que Claudemir do Nacional nunca joga contra o porto.

Penso que se conseguissemos cumprir com estes 11 pontos pelo menos chegávamos ao fim com os mesmo pontos que o porto.
Enquanto assim não for, podemos ter melhores jogadores, melhor treinador e melhores adeptos que haveremos de ganhar um campeonato de 10 em 10 anos.
Quem não perceber que para se ganhar em Portugal tem de se jogar desta maneira não vale a pena andar sequer no Futebol.

Sinceramente, o que me dá a entender é que para o Benfica isto não está assim tão mau.
Os adeptos até andam contentes, a equipa até joga bem...
Mas NÃO ESTÁ.
O BENFICA TEM DE GANHAR!!!
METAM ESTA MERDA NA CABEÇA DE UMA VEZ POR TODAS!!!!

Tirem-me deste filme

Então o Benfica agora anda a negociar jogadores com o Estoril?!

O mesmo Estoril que nos fodeu o campeonato?

O mesmo Estoril que foi à Luz carregado com milhares de euros do porto?

O mesmo Estoril que teve a promessa de se tirasse pontos ao Benfica ganharia o próximo jogo em casa contra o Beira Mar?

São estas atitudes da direcção do Benfica que por vezes me deixam de pé atrás sobre o que andam a fazer.

Se o Estoril tivesse fodido o campeonato ao porto, apostaria com quem quissese que para o ano desciam de divisão.

Mas isto é o porto, que gosta de ganhar.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

CARREGA, ontem, hoje e SEMPRE!!!

Se o Benfica não renovar com Jorge Jesus será um erro histórico.
Será daqueles erros que demorará anos e anos a reparar.
O Benfica acaba de perder um Campeonato Nacional nos últimos segundos, mas eu infelizmente já vi o Benfica perder Campeoantos ainda antes da época começar.
Hoje estamos a caminhar a passos largos para ser o verdadeiro Benfica.
Não é fácil acabar com o Sistema que se instalou no... Futebol Português.
Não é fácil competir com um sistema onde o maior empresário do mundo, empresário do Cristiano Ronaldo está ao telefone com o presidente do porto a discutir um jogador do Fão porque este é sobrinho de um comissário da policia.
Não é fácil saber que há equipas que roubam pontos ao Benfica e que contra o porto não jogam com os melhores jogadores!
Não é nada fácil!!!
Mas o Benfica aos poucos está a chegar lá, esta época foi a todos os níveis excepcional.
Para os profetas da desgraça, para os que têm medo de perder, só têm uma saída, não serem do Benfica.
Só perde quem tenta ganhar!!!
E ser do Benfica é tentar ganhar SEMPRE!!!!
CARREGA, ontem, hoje e SEMPRE!!!

domingo, 12 de maio de 2013

Em frente e com confiança...

Benfiquistas, apenas um enorme apoio é preciso, as grandes equipas e clubes são verdadeiramente grandes também nas horas dificeis.

Foi uma derrota que dói mas esta equipa e o treinador merecem o nosso apoio. Perdemos no último minuto de jogo mas foi um jogo enorme por nós.

Esta imagem resume na perfeição aquilo que senti...



Se pudesse, hoje mesmo compraria bilhete para Amesterdão.

Força Benfica!!

PS: Aqueles que dizem que jogamos defensivamente, pouco controlo e sem dinâmica digo que já jogámos de diversas maneiras e feitios contra eles e talvez foi o jogo que controlamos melhor o porto.
Foi futebol, no fim um lance individual de mérito do kelvin e um pouco demérito do Roderick pois pareceu-me pouco agressivo. De resto, não tiveram quase nenhumas oportunidades a não ser o fora-de-jogo da ordem...

sexta-feira, 10 de maio de 2013

Quando penso em ti!!!

Quando penso em ti,
penso na amizade, no amor.
Penso em tudo o que me faz feliz.
Penso no meu Pai, na minha Mãe, em tudo o que eles representam para mim.
Penso no Pedro, na Ana, na Joana, em tudo o que já passámos juntos.
Quando penso em ti,
revejo todos os momentos em que me fizeste feliz,
mas não consigo esquecer os que me fizeste chorar.
Penso em carácter, em crer, em raça, em ambição, em ser melhor!
Penso em todos os Sonhos que tive.
Penso na tua velhinha casa, em tudo o que ela representava.
Quando penso em ti,
penso numa forma de vida!
Penso que este sentimento é maravilhoso!!!
Que não importa que percas ou ganhes,
apenas me importa que jogues e que 11 homens enverguem o Manto Sagrado que te caracteriza.
E penso muito, esta semana então não me sais da cabeça!!!
Eu acredito, ACREDITA também!!!
CARREGA!!!
NADA NOS PODE PARAR!!!

terça-feira, 7 de maio de 2013

Carlos Martins

O jogo de ontem trouxe uma onda de revolta para o nosso jogador Carlos Martins.
Se há coisas que não gosto é falta de respeito pelos nossos jogadores, principalmente, quando são profissionais e não merecem.

Carlos Martins errou no jogo de ontem? Sim, teve um deslize e não esteve bem, mas não foi o único.

Os benfiquistas que insultam e mandam abaixo este jogador já não se lembram dos golos e de decisões que o mesmo já deu a nosso favor. Assim, de repente, lembro-me de 3 jogos que Martins desbloqueou e nos deu a vitória: o "penalty" decisivo frente ao Sporting em 2009, em 2010 um jogo frente ao Guimarães e na Luz frente ao Braga.

Nessa altura já não houve insultos mas sim ovações. Foi uma desilusão o empate de ontem mas a culpa não foi apenas do Carlos Martins, todos ganham, todos perdem. Errou como muitos erram mas atenção que quem vai na frente é o BENFICA!!

Força Campeões!!

Diz que é uma espécie de Benfiquista

Ser Benfiquista é um estado de espirito, uma maneira de ser.
Ser Benfiquista é levar 3 do Sporting em casa e na quarta-feira a seguir falhar a saída da 2a circular para a Faculdade e só parar em Leiria para comprar bilhetes para ir ver o Benfica na jornada seguinte.
Ser Benfiquista não é virar a cara na hora das dificuldades.
Ser Benfiquista é acreditar com todas as forças que o Benfica pode ganhar SEMPRE!.
E o que eu vejo, o que vi ontem no Estádio da Luz, o que continuo a ver hoje é que existem muitos "simpatizantes" do Benfica mas poucos BENFIQUISTAS. 
O "simpatizante" aparece quando o Benfica pode ganhar qualquer coisa.
De cachecol ao pescoço a mandar uns bitates, aí está ele, o "simpatizante"!!!
A esses lhe digo, deixem o cachecol em casa e vão dar uma volta ao Colombo, porque o Estádio da Luz é para BENFIQUISTAS!!!
Um Benfiqusita que se caga todo na 1ª adversidade?!
Um Benfiquista que tem 2 pontos de avanço a 2 jornadas do fim e se borra todo?!
NUNCA, CARALHO!!!
Um BENFIQUISTA a sério nunca se esconde caralho!!!
Aparece SEMPRE!!
Era o que me faltava acreditar que o Benfica naõ vai ser Campeão esta época, cortava-os rentinhos!!!
Carrega BENFICA!!!
RUMO ao 33º Titulo Nacional!!!

quinta-feira, 14 de março de 2013

Nicola Rizzoli, assim não vais longe!!!

Tão parecido!!!!

Caro Nicola Rizzoli, se me permites um conselho,  assim não vais longe!!!

O outro, num lance igualzinho a este, ganhou o direito a apitar a final da champions e a final do campeonato da europa...

Vê lá, tu é que sabes...


.




domingo, 17 de fevereiro de 2013

Parabéns Luisão

Luisão chegou à notável marca de 350 jogos realizados pelo Sport Lisboa e Benfica.

Parabéns grande capitão! Fica aqui um dos golos mais importantes de Luisão ao serviço do SLB.

http://youtu.be/QBPYcZ57KkY

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Grande Benfica.... Grande esforço colectivo. Grande resultado.


Grande jogo do Benfica ontem frente ao Bayer Leverkusen.

Vi uma grande vontade e espírito de toda a equipa. Vi um grande treinador que cumpriu a sua promessa de aposta no campeonato e parece compreender cada vez melhor o que é o Benfica. Vi um grande André Almeida. Um grande Matic, um grande Garay. Um grande Cardozo...  Enfim um grande Benfica.

Fica aqui o golo filmado por um adepto do Benfica.




 Não admira que os jogadores se impressionem, quando assinam, com a grandeza do Benfica. Em qualquer estádio parece sempre que jogamos em casa.

Espero sinceramente que o grande trabalho de JJ esta época acabe coroado com a conquista do Campeonato e a renovação de contrato por mais 2 anos. Com ele continuaremos a ser fortes.


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Espero imediatamente...

... uma reacção por parte do Sport Lisboa e Benfica à provocação que foi alvo para este fim de semana!!!!

Ao Sr. Fernando Correia

É uma VERGONHA o comentador desportivo residente da TVI, Sr. FERNANDO CORREIA, passar por INCOMPETENTE!!!

Alguém diga ao Sr. FERNANDO CORREIA que o Benfica não foi castigado no caso das "72 horas" porque pura e simplesmente não cometeu nehuma infracção.
E não como disse o Sr. FERNANDO CORREIA, por a denúncia feita ter sido anónima.

Já tem idade e experiência suficiente para se informar antes de falar.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

RAP no seu melhor

20 anos de equívocos
 
«Trata-se de uma investigação sobre Inocêncio Calabote, o árbitro que foi recebido pelo presidente do Benfica em sua casa na véspera de um jogo. Não, desculpem. Enganei-me. É o árbitro a quem o Benfica pagou uma viagem ao Brasil, assim é que é. Peço desculpa, voltei a equivocar-me. O livro é sobre um árbitro que terá recebido quinhentinhos de um vice-presidente do Benfica. Perdão, ainda não é isto. É um árbitro ao qual o presidente do Benfica mandou oferecer fruta para dormir, conforme comprovado por uma escuta. Apre! Não acerto. Bom, parece que se trata de um árbitro ao qual o Benfica não ofereceu nada e que, em troca, terá beneficiado o clube a ponto de fazer com que o Porto ganhasse o campeonato. Enfim, um daqueles escândalos que nem 50 anos de silêncio conseguem apagar. Mas, reconheça-se, um escândalo que se mantém actual: um árbitro que acabou castigado pela justiça desportiva num ano em que o campeonato foi ganho pelo Porto. Realmente, soa-me a familiar.», Ricardo Araújo Pereira

(Roubado no Ontem)

sábado, 19 de janeiro de 2013

Armstrong e o doping no Ciclismo

É a história que se fala. Armstrong enganou a maioria das pessoas que se reviam nele como a pessoa perfeita.
Já na altura não era um fã muito grande do americano, o meu preferido era o alemão Jan Ullrich (sim, também ele tomou muita coisa), porque algo me dizia que não era normal aquilo do americano.
O ciclismo era diferente, eram médias da prova (Tour) a subirem de ano para ano, subidas como a de 'Alpez D'Huez' a serem feitas em menos de 40min no fim das etapas, a performance a melhorar de ano para ano e isto tudo no fim do século passado e inicio até meados da ultima década. Era o doping em força.

Já tive oportunidade de ler alguns capítulos do livro de Tyler Hamilton (outro que tomou tudo e mais alguma coisa) e é impressionante tudo o que se passava no ciclismo na altura. Lance Armstrong na entrevista que deu confirmou tudo aquilo que se suspeitava e que Hamilton falou no seu livro.

Deixo aqui alguns excertos do livro de Hamilton "In The Secret Race: Inside the Hidden World of the Tour de France: Doping, Cover-ups, and Winning at All Costs” com participação de Daniel Coyle.
Doping – "No inicio quando comecei (1994-1995) os rumores não me impressionaram tanto quanto a velocidade, a implacável, brutal, velocidade mecânica. Por exemplo Andy Hampsten estava conseguindo a mesma potência que no ano anterior, ano em que ele ganhou grandes corridas. Mas agora, produzindo aquela mesma potência, ele estava lutando para ficar entre os quinze primeiros."

Andy Hampsten (Vencedor do Giro em 1988) – No meio dos anos oitenta, quando cheguei, os ciclistas dopavam-se, mas ainda era possível competir com eles.
Eram, ou Anfetaminas ou Anabolizantes. Ambos eram poderosos, mas tinham lados negativos. Anfetaminas faziam os ciclistas ficarem 'estúpidos'. Eles lançavam ataques loucos, acabavam usando toda a energia. Os anabolizantes tornavam os ciclistas inchados, pesados, aleijavam a longo prazo, sem falar naquelas horríveis erupções na pele. Eles eram super fortes em tempo frio e em corridas mais curtas, mas nas longas e quentes corridas, os anabolizantes arrastavam eles para baixo. Então, resumindo, um ciclista limpo podia competir com eles numa grande corrida de três semanas.
A EPO mudou tudo. Anfetaminas e anabolizantes não eram nada comparados ao EPO.

Inicio do doping – “Neguei dopar-me por três anos. Via aqueles sacos pendurados (transfusão de sangue) que só os mais fortes usavam, como Hincapie e Ekimov. Aí entendi o que era correr a ‘pão e água’. Estava cansado, sem energia, desesperado. Foi então que o médico Pedro Celaya ofereceu-me Testosterona. Disse-me: ‘Não é doping, é para a tua saúde’. Pensei em recusar, voltar para casa e terminar a faculdade, mas acabei por aceitar. Após isso estava sendo promovido! Em final de 1998 me ofereceram então EPO (Eritropoietina). Era o sinal de confiança que a equipa precisava de mim para competir no Tour."

US Postal – "Tínhamos uns dois anos de vantagem sobre o que faziam os outros em termos de doping."

Os testes anti-doping – "Naquela altura os testes eram faceis de enganar. Nós estavamos muito, mas muito à frente dos testes. Eles tinham os seus médicos, e nós tinhamos o nosso, e os nossos eram melhores e mais bem remunerados, com certeza. Além disso, a UCI não queria pagar a certos médicos de qualquer maneira porque seria custar-lhes muito dinheiro."

A geração EPO – "Em 1998, eu e Lance éramos muito confidentes. Debatíamos quanto de EPO deveríamos tomar com certa frequência. Tínhamos um código e o chamávamos de Edgar ou Edgar Allan Poe. Ele tornou-se um completo refém e obcecado por doping e ficou preocupado e paranóico ao saber, três anos depois, que em 2001, seu principal rival Jan Ullrich treinava na África do Sul, onde tinham inventado um tipo de sangue sintético (Hemopure)."

Volta a França 2000 – "Antes do Tour de France de 2000, Armstrong e eu viajamos a Espanha para que o médico Luis García del Moral e o preparador físico José Martí tratassem nosso sangue para aumentar o nível de hemoglobina. O sangue era posteriormente transportado para os quartos de hotel dos ciclistas para que fossem reinjectados nos atletas."

Pantani – "Lance amava a lógica, enquanto Pantani corria com paixão e instinto. E Armstrong odiava esse modo de ser do italiano. Quando Pantani atacou no começo da etapa Courchevel-Morzine, no Tour de 2000, Lance ficou desesperado, fez a direcção da equipa ligar para o Dr. Ferrari. O médico então assegurou que naquele ritmo Pantani quebraria na última montanha e foi o que aconteceu."

Dr. Ferrari – "Ele era o nosso deus. Lance só falava nele. Ferrari era preocupado com a questão do peso, pois trabalhava com números, tabelas. Obrigava-nos a emagrecer. 'Você é gordo', dizia. Realmente só comecei a sentir os resultados quando emagreci. Depois que introduziram o exame que detectava EPO no Tour de France, ele pediu-nos cinco minutos para encontrar uma solução para o problema, e encontrou. A solução foi introduzir doses reduzidas de EPO diretas na veia. Ao invés de uma dose de 2000 unidades no intervalo de três ou quatro dias, passámos a inserir doses de 300 a 400 unidades diárias sem errar na veia. Para Lance era fácil, pois as veias dele eram bem visíveis."

Os controles positivos de Lance – Armstrong acusou positivo em 2 ocasiões, Tour de 1999 e Volta à Suíça de 2001. No Tour de 1999 acusou Cortisona que foi dissimulada com uma perscrição médica alegando que tinha sido dado um medicamento a Lance.

O jardineiro "Philippe" – "Depois do escândalo da equipa Festina, em 1998, tivemos que encontrar um novo sistema para levar o EPO para as provas. Então Armstrong chamou Philippe, o jardineiro de sua casa em Nice, e combinou um esquema com ele. Estávamos na cozinha de Lance quando ele explicou o plano: pagaria a Philippe para seguir o Tour com sua moto, levando garrafas térmicas cheias de EPO e um telefone pré-pago. Quando precisávamos de Edgar (EPO), Philippe entrava na caravana do Tour para uma entrega expressa. Simples, rápido. Uma ida e volta. Risco zero. Podia-se também encontrar connosco nas chegadas no meio daquela confusão toda. Como medida de discrição, Philippe só abastecia e entregava o material para os trepadores, os que tinham mais necessidade e aqueles a quem o investimento desse maior retorno, na altura, Lance, eu e Kevin Livingston. Depois, escondíamos as seringas dentro das latas de Coca-Cola e assim o médico podia sair com elas das tendas."

A ameaça para a equipa – "Antes do Tour da Suíça, em 2000, passei pelo teste do Dr Ferrari: 4km de subida a 9%, no monte Monzuno. Bati o recorde de Lance, mas meu índice de Ematocrito chegou a 49,5%, bem próximo do limite de 50%. Lance então sentiu-se ameaçado e disse: 'Achas que agora és o homem a ser batido?'. Foi então que Bruyneel nesse ano me obrigou a competir o Tour a 'pão e água'."

Os controles da EPO
– Hamilton confirma a utilização de um pó denominado "polvo", protease, uma enzima dobrada sob a unha e introduzida na corrente de urina para vencer o teste de EPO. Ele afirma várias vezes que Riis ajudou a refinar o seu horário de transfusão, e os médicos ajudado no engano dos controles de doping.

Bjarne Riis (outro que admitiu doping em 1996) – "Em 2002 fechei contrato com a CSC, onde Bjarne Riis me pediu para contar os segredos da US Postal. Contei uma parte. A CSC trabalhava com o Dr. Eufimiano Fuentes. Ele sugeriu-me usar o nome do meu cão para classificar as bolsas de sangue (transfusão), mas o meu cão era muito conhecido e decidi usar o número 4142, últimos números do telefone de um amigo. Ou seja, Riis estava ao corrente das praticas de dopagem no seio da equipa. Tentámos não falar muito ao telefone sobre isso, porque ele estava a passar por um período difícil. A polícia começava a envolver-se e falávamos disso quando nos víamos nas corridas ou nos treinos, mas não à frente de toda a gente. Não é fácil falar de Bjarne Riis, ele é uma excelente pessoa e fez muito por mim, todos esses anos foram anos felizes para mim. De certeza que não está contente com o que está escrito no livro, mas é a verdade e eu tenho o direito de dizer a verdade. Ele também deveria dizer, pelo bem do ciclismo."

Volta a França 2004 – George Hincapie, antigo ciclista da US Postal de Lance Armstrong, disse que, na Volta a França de 2004, a maioria dos ciclistas da equipa - da qual fazia parte o português José Azevedo - participaram numa transfusão de sangue colectiva no final de uma etapa. "A transfusão de sangue foi feita no autocarro da equipa no caminho entre o fim da etapa e o hotel. O motorista fingiu que havia um problema com o motor e parou numa estrada isolada durante uma hora, para que a maioria dos membros da equipa tivessem meio litro de sangue injectado. Foi a única vez que vi, praticamente, uma equipa inteira a fazer transfusões de sangue à vista de todos os outros ciclistas e do motorista."