segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Uma questão de atitude

Já aqui escrevi que penso que as equipas encaram os jogos com o Benfica e com o Porto de maneira diferente.
Basta ver a atitude dos jogadores e responsáveis do Braga e do Nacional para entender o que quero dizer. E refiro Braga e Nacional não por serem os únicos mas porque são os mais evidentes.
Vem isto a propósito do jogo de hoje do Porto em Guimarães.
Não é pelo empate que escrevo isto, ao ver o jogo e ainda o Porto estava em vantagem já eu pensava que o Vitória é realmente um clube diferente.
Os adeptos do Vitória são acima de tudo do Vitória.
A equipa do Vitória encara todos os jogos da mesma maneira.
Os jogadores do Vitória encaram todos os adversários com a mesma atitude, vistam eles de vermelho, azul ou verde.
As direcções do Vitória sabem que têm um preço a pagar por isso. Há um preço a pagar por não ser subserviente. Há um preço a pagar por não ser bajulador.
Qual o preço?
Ver o Braga, que em termos de clube e massa associativa é ZERO comparado com o Vitória, a lutar para o título.
Ver o Braga ser constantemente ajudado.
Mas enquanto os adeptos do Vitória andam de cabeça erguida e enchem o estádio Afonso Henriques sem borlas, os adeptos dos clubes que prestam vassalagem ao sistema nem com borlas enchem o estádio.
Por isso, e apesar de já nos terem roubado 3 pontos e de ser um estádio tradicionalmente difícil para o Benfica, Parabéns Vitória!

1 comentário:

  1. http://aguiavoaalto.blogspot.com/2010/10/mais-um.html

    Vejam aqui o lance do penalty que ficou por marcar a favor do guimarães. A roubalheira continua

    Saudações

    ResponderEliminar